Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Guedes quer que Bolsonaro escolha entre Bolsa Família, obras e reajustes em 2022


 A equipe econômica do Governo Bolsonaro quer que o presidente da República, Jair Bolsonaro, faça escolhas e deixe claro quais serão as medidas prioritárias para 2022, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. O argumento é que não há espaço suficiente no Orçamento e nem todos os pedidos poderão ser atendidos.

Até o momento, Bolsonaro já apresentou exigências de ampliação do Bolsa Família e liberação de verba para obras públicas. Aliados afirmam que ele também deseja reajustar os salários de servidores públicos no ano que vem. Além disso, quer uma reserva de recursos para eventual implementação do voto impresso.

Somadas, as medidas estourariam o teto de gastos, regra que limita o crescimento das despesas do governo à variação da inflação. Nesse cenário, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e membros da pasta querem que o presidente estabeleça prioridades e apenas autorize a implementação de parte das medidas.

A pasta defende que o reajuste a servidores seja deixado para depois. Auxiliares de Guedes argumentam que essa despesa é mais prejudicial às contas do governo do que investimentos, por exemplo, por se tratar de um gasto permanente que, além de comprimir o teto no ano que vem, se estenderá para os próximos anos.

Projeção do Ministério da Economia aponta que, após reajustar o teto de gastos no ano que vem e comprometer a maior parte dessa margem com despesas obrigatórias, o governo ainda terá um espaço de R$ 25 bilhões para gastar livremente em 2022.

Classificação Indicativa: Livre



 Por: Marcello Casal Jr./Agência Brasil 

Nenhum comentário