Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

CPI da Covid: Ex-chefe do PNI depõe nesta quinta-feira e deve explicar sua demissão


 A enfermeira Francieli Fontana, ex-chefe do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, depõe nesta quinta-feira (8) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, em sessão marcada para às 9h. A expectativa é que ela fale sobre as diretrizes no enfrentamento à pandemia, em especial com relação à vacinação de grávidas, e o motivo do seu pedido de demissão na última semana.

No requerimento apresentado pelo senador baiano Otto Alencar (PSD), consta que Francieli foi responsável por editar a norma técnica que recomendava aos estados a aplicação de qualquer vacina nas gestantes que tinham tomado a primeira dose da AstraZeneca/Oxford. Segundo Otto, a decisão foi tomada "sem nenhuma comprovação de segurança ou eficiência" nas mulheres grávidas.

Francieli estava à frente do cargo desde outubro de 2019, segundo informações do UOL. Em entrevista recente, a enfermeira negou que tenha alguma relação com as revelações da CPI e a pressão em cima do governo Bolsonaro.

A Comissão mudou a condição de Francieli de testemunha para investigada no início do mês, após a discussão sobre a imunização de grávidas que tomaram a AstraZeneca com outras vacinas ganhou força desde o fim de maio. Há dois meses a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pediu a suspensão do uso da vacina nas mulheres grávidas depois de uma mulher morrer após ser vacinada com imunizante.

A defesa da enfermeira tentou reverter a quebra de sigilo telefônico no Supremo Tribunal Federal (STF), mas teve o pedido negado.
 

Classificação Indicativa: Livre



Por: Myke Sena/Agência Brasil 

Nenhum comentário