Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Netos de Brizola, fundador do PDT, discutem sobre apoio do avô a Lula


 Se entre os correligionários do PDT há um grande raxa quando o assunto é o posicionamento em relação a Lula e ao PT, até os próprios netos do ex-governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, discutem nas redes sociais sobre o apoio do fundador do partido ao ex-presidente da República.

No Twitter, eles trocaram farpas e relembraram a relação entre os dois partidos. Tudo começou quando um dos netos, o ex-vereador Leonel Brizola (PSOL-RJ), alegou que mesmo com todas as diferenças, Brizola esteve ao lado do petista em "todos os momentos cruciais da política". Ele acrescenta ainda que em 2002, Brizola retirou o apoioa  Ciro Gomes para endossar a candidatura de Lula.

Seu irmão, Brizola Neto, ainda filiado ao PDT, rebateu Leonel e afirmou que o avô dizia que tanto Lula quanto o PT "“surgiram para servir ao imperialismo e impedir o trabalhismo de retomar a Presidência no final da ditadura”.

O psolista retrucou e provocou o irmão ao dizer que ele foi minsistro do PT no governo Dilma Roussef e que o avô saiu como vice na chapa majoritária com Lula em 1998.

Brizola Neto respondeu que participou do mandato de Dilma, no período que segundo ele foi o únido do PT no governo que se tentou mudar a política econômica, quando tirou Henrique Meirelles do Minsitério da Economia.

“Dei minha contribuição no primeiro mandato de Dilma, único período em que o governo do PT tentou mudar a política econômica. Dilma tirou Meirelles do Banco Central e fez os bancos públicos baixarem os juros no varejo”, disparou.

Ele completou dizendo ainda que Leonel Brizola morreu sem ter perdoado Lula por ter entregue a economia ao “banqueiro Henrique Meirelles”.  /Por: Reprodução/Redes Sociais 

Nenhum comentário