Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

'Soldado não apresentava indícios de distúrbios', diz comandante da PM-BA sobre militar baleado na Barra


 O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), coronel Paulo Coutinho, afirmou que o policial Wesley Soares Góes, baleado após mais de três horas de negociação com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), em Salvador, no domingo (28), não apresentava problemas de convivência. O militar integrava a 72ª Companhia Independente  da Polícia Militar (CIPM).

“Conversei ontem com o comandante do batalhão dele e me deu excelentes referências, não apresentava problema nenhum e nunca deu sinais de distúrbios. Soares assumiu pela manhã o trabalho em Itacaré e em seguida veio para Salvador”, explicou Coutinho durante coletiva na manhã desta segunda-feira (29). 

Wesley disparou tiros para cima na região do Farol da Barra. Segundo a Polícia Militar, o homem, que estava com o rosto pintado nas cores verde e amarelo, apresentou descontrole emocional e realizou disparos para cima

Sobre suposta perseguição sofrida pelo militar no posto de trabalho, Coutinho informou que se surpreende com a informação e descartou a possibilidade. Ainda durante a coletiva, o comandante-geral afirmou que houve, recentemente, a contração de 20 psicólogos para servir aos policiais militares em todo o estado e realizar o acompanhamento da saúde mental dos profissionais em toda a Bahia por determinação do governador Rui Costa (PT).

Aline Reis e João Brandão

Nenhum comentário