Notícias

Ministério da Saúde pede à pasta da Economia que isente impostos para importação de agulhas e seringas


 Para botar em prática o plano de imunização em massa da população para Covid-19, o Ministério da Saúde agiu e solicitou à pasta da Economia, chefiada por Paulo Guedes, que isente o imposto para a importação de agulhas e seringas, insumos fundamentais para aplicar qualquer vacina.

O ofício foi encaminhado à Secretaria Especial de Comércio Exterior do Ministério da Economia no dia 30 de dezembro, assinado pelo secretário-executivo da Saúde, Elcio Franco Filho, segundo informações da CNN Brasil.

“Considerando as ações essenciais ao combate à pandemia da Covid-19 no Brasil, solicito análise acerca da possibilidade de conceder isenção de impostos para as importações de agulhas e seringas, considerando tal ação fazer parte das medidas necessárias à fase de vacinação contra o coronavírus”, diz trecho do documento.

Em outra parte, o secretário cita o pregão fracassado ocorrido na última semana, que resultou na compra insuficiente de 7,9 milhões de seringas e agulhas, quando se projetava a aquisição de 331 milhões - 2,3% do necessário.

Depois da compra fracassada, para evitar o esvaziamento dos estoque dos insumos no país, o Governo Federal decidiu proibir a exportação do material para o exterior.


 Por: Reprodução/Pixabay 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();