Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

"Fiscalização do poder municipal e um debate da concepção de que cidade nós queremos", promete Marta na liderança do bloco de oposição

 


A vereadora do Partido dos Trabalhadores e líder da bancada de oposição na Câmara Municipal de Salvador, Marta Rodrigues (PT), promete uma oposição de luta em 2021 e sinaliza que, apesar da redução de um membro da bancada, os vereadores que fazem oposição ao governo Bruno Reis (DEM) manterão o posicionamento autônomo e fimre em defesa do interesse da cidade e dos que mais precisam.  

"A nossa luta será como sempre fizemos. Vamos estar fazendo a fiscalização do poder municipal e um debate da concepção de que cidade nós queremos; foi o povo de Salvador nos colocou como oposição, e esse será o nosso papel. Somos uma oposição combativa, que faz o debate das ideias, da cidade, e se o governo entregar um projeto dialogue dentro desse contexto, nós vamos analisar e poderemos apresentar emendas para aperfeiçoar, para melhorar E se não acatar nossas emendas, como nós temos visto que tem sido feito,  aí nós vamos ter que votar a favor do Povo,  vamos manter a nossa coerência e os nosso princípios", destacou Marta Rodrigues.  

A vereadora pontua que participará da comissão das mulheres do legislativo de Salvador, que classifica como "fundamental", haja visto que, apesar de serem maioria na cidade, elas são "sub-representadas na Casa". Apesar do aumento de uma cadeira, passando de 8 para 9 vereadoras, o número está bastante aquém do equilíbrio, já que na CMS há 43 cadeiras. Marta avalia que sem mulheres nos espaços legislativos, dificilmente serão aprovados projetos que diáloguem com a realidade das mulheres soteropolitanas.

A lider da oposição também sinaliza que deverá compor a comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Salvador, uma das mais importantes da Casa. 

"Então estou na comissão da mulher e lá na de Finanças e Orçamento, que é uma comissão que eu busco mesmo fazer parte, que me dedico, estudo o que está sendo produzido ali", destacou Marta Rodrigues.  

Por: Aline Reis e Raul Aguilar

Nenhum comentário