Notícias

Padre Robson e outros 17 viram réus por organização criminosa e lavagem de dinheiro



 O padre Robson de Oliveira e outras 17 pessoas se tornaram réus ontem (10), acusados de organização criminosa, apropriação indébita, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. A juíza Placidina Pires aceitou a denúncia realizada pelo Ministério Público de Goiás.

Na decisão, a magistrada cita que recebe a denúncia “principalmente diante da existência de elementos probatórios acerca da materialidade delitiva e indícios suficientes de autoria”.

Para o advogado Pedro Paulo de Medeiros, que defende o padre, “o MPGO e a juíza querem iniciar um processo sem ter crime. Nada mudou. Continuamos tranquilos e nunca houve ilegalidade”.

De acordo com o MP houve lavagem de dinheiro doado por fiéis à Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). Segundo os promotores, o religioso comandava o esquema que desviava as doações.

*M1

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();