Notícias

Adélio Bispo desiste de matar Bolsonaro e sonha em ser procurador de Justiça


 Adélio Bispo de Oliveira, responsável por esfaquear o até então candidato a presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante um ato eleitoral em 2018, não já cultiva mais o desejo de matar o chefe do poder Executivo e o ex-presidente Michel Temer (PMDB). As alucionações que possui, devido aos problemas psicológicos, já não são mais intensas.

De acordo com o relato de um funcionário da Penitenciária Federal de Campo Grande, onde Adélio está preso, os medicamentos que passou a tomar, desde que chegou à prisão, o ajudaram a desistir do plano. A informação é da coluna do Amaury Ribeiro, do UOL.

"Está calmo, diminuiu com as alucinações e apresenta uma mudança positiva de comportamento. No começo ele só falava em maçonaria. Até o presídio tinha, na visão dele, símbolos da maçonaria", disse o funcionário. 

Ainda de acordo com informações do funcionário, Adélio passa o dia lendo livros de direito e pretende dar início ao curso. Aos psiquiatras que o examinaram, ele afirmou que sonha em ser promotor ou procurador de Justiça.  /Por: PMMG/ Fotos públicas 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();