Notícias

Socorrista do Samu é acusado de assédio a paciente em ambulância



 Um socorrista é acusado de abusar sexualmente de uma paciente dentro de uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O caso aconteceu no último sábado (17), em Barreiras, no oeste da Bahia, quando a suposta vítima, que passou mal enquanto assistia a uma partida de futebol com amigos, era levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro de Santa Luzia, na cidade.

O ato teria ocorrido na parte traseira da ambulância, onde a jovem de 22 anos estava sozinha com o paramédico, enquantos os amigos que a acompanhavam estavam na frente. À Record TV Itapoan, a suposta vítima contou que o socorrista se aproveitou que ela estava "dopada".

"Quando a ambulância começou a se mover, foi na hora que ele começou os atos. Ele levantou a minha blusa, apertou os meus [...] Depois ele abriu o zíper do meu short, começou a apertar a minha barriga e começou a fazer carícias na [...] Eu sabia de tudo o que tava acontecendo, mas eu só não conseguia reagir, só não conseguia abrir o olho pra ele parar de fazer isso. Eu tava atordoada, mas eu sabia de tudo, de tudo o que tava sentindo em mim, de tudo o que tava acontecendo", disse.

A jovem relatou ainda que, após o fato, está tendo dificuldade para dormir e fazer as suas atividades. "Foi horrível. Eu não tô conseguindo dormir direito, não tô comendo, tô com medo de sair na rua. Não tô conseguindo me concentrar no trabalho", contou a suposta vítima, que está fazendo acompanhamento com psicóloga e psiquiatra.

O caso está sendo investigado. De acordo com a polícia, o acusado tem histórico de violência doméstica. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Barreiras afirma que o socorrista foi afastado do atendimento de ocorrências no domingo (18) e cumprirá carga horária em regime administrativo até que as investigações sejam concluídas.  / Por: Divulgação/Samu  Por: Redação BNews

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();