Notícias

Operação Hidra: Empresário Luiz Paulo Monteiro é preso acusado de sonegar imposto


 Um empresário baiano foi preso na manhã desta quarta-feira (14), em Praia do Forte, alvo da Operação Hidra, deflagrada hoje.  Conforme informações apuradas pelo BNews, o empresário é Luiz Paulo Dantas Monteiro, preso hoje em Praia do Forte. Ele é dono de um  apartamento no Edifício Trapiche, no Comércio, que também é alvo de busca e apreensão. Policiais Civis estão no local desde o início da manhã.  Policiais também estão em um edifício no Cidade Jardim, em Salvador. Segundo informações,  uma empresária deverá ser presa no local. A polícia realizou apreensão nos edifícios. 

Segundo as investigações, a organização criminosa acumulou R$ 75 milhões em dívidas tributárias junto ao fisco baiano. Oito mandados de prisão e 19 de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Criminal de Salvador, são cumpridos nas cidades baianas de Salvador, Camaçari, Feira de Santana e São Gonçalo dos Campos, e no município de Itajaí, no estado de Santa Catarina. 

De acordo com a força-tarefa responsável pela operação, integrada pela Secretaria da Segurança Pública, pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-Ba) e pela Sefaz, a organização que atua no comércio atacadista de alimentos e pescados utilizava laranjas, simulações sucessivas nos contratos sociais, compras em nomes de terceiros e empresas “noteiras”, constituídas apenas para emitir notas fiscais frias, entre outras fraudes, para evasão de receita e sonegação fiscal.

Atuam na força-tarefa, a Dececap da Coordenação de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil, o Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica, as Relações de Consumo, a Economia Popular (Gaesf), do Ministério Público do Estado da Bahia e a Inspetoria Fazendária de Investigação e Pesquisa (Infip), da Sefaz-Ba.

O trabalho é parte das ações do Cira – Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos, que reúne, além da SSP, MP-Ba e Sefaz-Ba, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e a Procuradoria Geral do Estado (PGE-Ba).  / Por: Ascom SSP  Por: Redação BNews

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();