Notícias

Neymar e Álvaro González são absolvidos por comissão disciplinar; liga afirma não ter provas


 O atacante do PSG, Neymar, e o zagueiro do Olympique de Marselha, Álvaro González, foram absolvidos pela comissão disciplinar da Liga de Futebol Profissional da França (LFP), com a alegação de que não “há provas convincentes” referente ao suposto ato de racismo ocorrido no jogo do dia 13 de setembro. 

De acordo com o comunicado da comissão, o caso foi examinado, mas afirma não ter provas para seguir adiante com as acusações. O PSG e Neymar não se manifestaram sobre a decisão, mas o Marselha divulgou uma nota se dizendo estar satisfeito com o desfecho do ocorrido. “O Olympique de Marselha está satisfeito com a decisão da comissão disciplinar sobre Álvaro González. Álvaro não é racista. Qualquer acusação contra ele nesse tom é injusta e infundada. O Olympique de Marselha é, e sempre será, o clube antirracismo” comentou o clube.

Para quem não se lembra, o jogo deu o que falar e Neymar cumpriu dois jogos de suspensão após agredir Álvaro logo no final da partida e afirma ter sido chamado de “mono”, que seria macaco em espanhol. Além disso, houve três cartões vermelhos para o Paris e outros dois para o Marselha. 

Caso houvesse provas sobre as acusações dos jogadores, os dois poderiam pegar até 10 jogos de suspensão.  / Por: Reprodução / Getty Images 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();