Notícias

Faroeste: Ex-presidente do TJ-BA e Adailton Maturino pedem 2 horas diárias de conversas com advogados


 A desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), e o empresário e ‘falso-cônsul’ Adailton Maturino, ambos presos no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, pediram ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que sejam autorizadas visitas de duas horas com os respectivos advogados de defesa, bem como a presença de familiares por mais tempo nas dependências do presídio. 

O argumento utilizado pela defesa de Maturino é a necessidade de mais tempo para a elaboração da defesa prévia, “que será apresentada em breve” nos autos da ação penal que trata dos crimes investigados na Operação Faroeste, no que tange à venda de sentenças na corte baiana.

A ex-presidente do TJ-BA também pediu que, independente do tempo presencial com os advogados e a família, que seja permitido a ela o contato com a defesa por meio de videoconferência ou canais telefônicos de comunicação.

Em decisão publicada nesta terça-feira (20), no ministro Og Fernandes, seguindo posicionamento do Ministério Público Federal (MPF), solicitou ofício à Vara de Execução Penal do Distrito Federal “para que informe acerca  da possibilidade de atendimento do pleito dos custodiados”. /


BNews  Por: Yasmin Garrido

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();