Notícias

Eleições EUA: Cineasta vencedor do Oscar não acredita nas pesquisas que mostram Biden à frente de Trump


 O cineasta liberal Michael Moore soou o alarme cinco dias antes do dia decisivo nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, ao sugerir que as pesquisas que mostram Joe Biden em uma vantagem confortável contra o presidente Trump  não são precisas. 

Durante uma aparição no programa "Rising", da The Hill TV, Moore chamou de "péssimas notícias" Biden estar sete pontos à frente de Trump no estado de Michigan, e explicou como o republicano conseguiu cortar a vantagem do adversário "pela metade", citando pesquisa anterior em que o  democrata apareceu com "16 pontos" à frente do presidente.

“Trump apertou virtualmente cada um desses estados indefinidos. 'Biden está cinco pontos à frente em Wisconsin, talvez três pontos à frente na Flórida, dois pontos à frente no Arizona. Ouça, não acredite nessas pesquisas”, disse Moore.

"O voto de Trump está sempre sendo subestimado. Pesquisadores - quando eles realmente ligam para o eleitor de Trump, o eleitor de Trump suspeita muito do 'Estado Profundo' chamando-os e perguntando em quem estão votando."

As pesquisas são "notícias falsas" para o apoiador de Trump, disse ele. "Portanto, não é uma contagem precisa. A coisa mais segura a se fazer é dividir ao meio qualquer resultado que mostra Biden à frente de Trump”, continuou.

Moore também se referiu a Trump como um "gênio do mal" por sua capacidade de vencer a eleição. Em agosto, o documentarista vencedor do Oscar alertou os democratas sobre a diferença de entusiasmo entre a base de Biden e a base de Trump. 

"Estou avisando com quase 10 semanas de antecedência. O nível de entusiasmo para os 60 milhões na base de Trump está fora dos gráficos. Para Joe, nem tanto", escreveu Moore em uma publicação nas redes sociais.

"Não deixe que os democratas se livrem de Trump. Você precisa se livrar de Trump. Nós temos que acordar todos os dias pelos próximos 67 dias e ter certeza de que cada um de nós vai levar cem pessoas para votar. Aja agora”, dizia trecho da postagem. /


Por: Reprodução/Internet  Por: Redação BNews

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();