Notícias

Temer vai incluir em seu documentário cenas de viagem ao Líbano para limpar imagem

Antonio Cruz/ Agência Brasil
O  ex-presidente Michel Temer vai aproveitar a sua ida ao Líbano para registrar imagens na missão de ajuda do governo brasileiro em Beirute, a convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A ideia, de acordo com a coluna da Bela Megale, do O GLOBO, é tentar limpar a imagem em um documentário sobre sua passagem pelo Palácio do Planalto. Temer é réu em duas ações penais que tramitam na 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, e precisou de uma autorização da Justiça para embarcar para a terra dos pais.
A equipe de produção do documentário, que teve sua estreia adiada por conta da pandemia, decidiu colocar um episódio a mais no filme, com registros da missão do governo brasileiro. Ainda de acordo com a coluna, a ideia original previa que o documentário seria finalizado com cenas do julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ). As imagens da viagem “humanitária”, porém, estão cotadas como uma opção melhor, já que mostrariam o “ser humano” por trás do ex-presidente.
O marqueteiro de Temer, Elsinho Mouco, inclusive está envolvido na produção e integra a comitiva brasileira a Beirute. O documentário pretende ser uma “resposta” ao filme “Democracia em Vertigem”, de Petra Costa, que foi indicado ao Oscar em 2020, sobre o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.(BNews)   

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();