Notícias

MP do Paraguai pede que Ronaldinho e irmão paguem 200 mil dólares por crime de falsificação

Reprodução/ Norberto Duarte
As investigações sobre documentos falsos por Ronaldinho Gaúcho foram encerradas na sexta-feira (7) pelo Ministério Público do Paraguai. Os promotores pedem que a Justiça condene o irmão do jogador, Roberto de Assis Moreira, a pagar US$ 110 mil, além da condenação de Ronaldinho e multa de US$ 90 mil em reparação ao crime. A informação é da revista Época.
O jogador está desde março detido no Paraguai, devido ao porte de passaportes falsos. O ex-jogador já teve seu nome envolvido em outra polêmica, quando em 2018, fez uma construção irregular em um píer de pesca e atracadouro na orla do rio Guaíba, no Rio Grande do Sul. Por conta dessa ocorrência, teve duas BMW e uma Mercedes-Benz apreendidas, avaliadas em R$ 200 mil.
Em fevereiro deste ano, Ronaldinho virou réu em uma ação que pede R$ 300 milhões, após ser investigado por um esquema de pirâmide financeira por causa da sua empresa, 18kRonaldinho.(BNews)

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();