Notícias

Homem que agrediu motoboy tem esquizofrenia, diz MP-SP

Reprodução
O homem que foi detido após humilhar um entregador de aplicativo com frases racistas, em um condomínio de luxo, localizado na cidade de Valinhos, interior de São Paulo, já teve um processo arquivado na Justiça por ser portador de esquizofrenia.
O processo que corria contra Mateus era por falsa comunicação de roubo. Em março de 2019, ele prestou uma queixa alegando que seu carro tinha sido roubado. Cinco dias depois, o pai foi até à delegacia pedir para retirar a denúncia já que o veículo estava em uma funilaria. 
Após o episódio, o promotor Denis Henrique Silva, do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), pediu o arquivamento do caso. Na petição, na qual o Bnews teve acesso, Silva afirma que Mateus sofre com surtos. Um laudo médico também foi anexado ao pedido. O documento que comprova a doença foi expedido em março de 2018 pelo Instituto Sinapse de Neurociências Clínicas, com sede em Campinas.
"Este [Mateus] é esquizofrênico e, mesmo medicado, tem surtos que o fazem perceber as coisas de modo diverso. Em um destes surtos, entendeu que seu veículo tinha sido furtado (...) O investigado, a despeito de acreditar que seu veículo fora furtado, em decorrência do transtorno mental que o acomete não tinha a voluntariedade necessária à tipificação penal".
(BNews)  

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();