Notícias

Relatório do Congresso dos EUA vê risco à democracia e ao ambiente sob Bolsonaro


O governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enfrenta resistências no Congresso dos Estados Unidos devido à percepção de que traz riscos à democracia, aos direitos humanos e ao ambiente. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, esta é a avaliação do mais recente  documento de análise interna das relações Brasil-EUA.
O documento é realizado pelo Serviço de Pesquisa do Congresso do país. “Apesar de parecer haver considerável apoio no Congresso para formar uma parceria estratégica de longo prazo com o Brasil, muitos membros [das Casas] podem relutar em fazer avançar grandes acordos comerciais bilaterais ou iniciativas de segurança no curto prazo”, avalia o especialista em América Latina Peter J. Meyer, que assina o documento.
Para ele, isso acontece por causa de preocupações acerca da “erosão da democracia, direitos humanos e proteções ambientais sob Bolsonaro”. O órgão é responsável por informar 435 membros da Câmara e 100 do Senado sobre temas discutidos no Legislativo. Ele capta também as posições de congressistas, mas não dita políticas. 
O documento também faz um resumo sintético da história política brasileira recente e busca explicar a ascensão de Bolsonaro em termos didáticos, e cita o negacionismo presidencial  diante dos desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus.
“Bolsonaro buscou manter sua base política mobilizada assumindo posições conservadoras em questões culturais e atacando verbalmente a quem vê como inimigos”, diz o texto. Ele enumera a mídia, ONGs e outros Poderes como tais inimigos, recordando das polêmicas participações do presidente em atos antidemocráticos. /Por: Alan Santos/PR 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();