Notícias

Prefeito de Milagres diz que foi vítima de armação da oposição: “Vão ter que provar na Justiça”


O prefeito do município de Milagres, Cézar Rotondano Machado (PP), mais conhecido como Cézar de Adério, disse que foi vítima de uma armação feita por uma funcionária de um adversário político.
No último sábado (25), Cézar de Adério foi acusado de ter ido até a casa da funcionária chamada Jerusa, para ameaçar de morte o marido dela, o pré-candidato a vereador, Jeferson Andrade, conhecido como Jefinho. 
Segundo o prefeito, ele estava andando pela Avenida Santo Antônio, onde mora, quando foi surpreendido com gritos de ofensa.
“Parei o carro e não desci do mesmo em momento algum. Foi quando Jerusa começou a me ofender com palavras de baixo calão. Acabamos discutindo e houve estouros de bombas. Fiquei surpreso, sem entender o que estava ocorrendo. Após isso, fui embora”, conta.
“No dia seguinte, tomei conhecimento através das redes sociais que tinha caído em uma armação política com um cenário armado para denegrir minha imagem, porque em momento algum desci do carro e nem houve uso de arma de fogo como estão acusando. Foi uma cena totalmente orquestrada com bombas e filmagens”, descreve o prefeito.
Cézar de Adério disse que irá acionar a Justiça para que o casal, Jerusa e Jeferson, provem a veracidade das acusações.
“Jeferson Braga é pré-candidato a vereador do município e responde a várias ações, no crime e no cível, por difamação e injúria sobre minha pessoa. O mesmo casal já praticou essa ação com outros políticos de situação do município. O casal já tem um histórico de armações no município. Jerusa já participou de uma armação feita com o namorado dela, onde forjou uma tentativa de homicídio em uma briga de trânsito, levando a situação até o local dela de trabalho, no Posto e Hotel Elite. Outra situação foi com um comerciante local, chamado Judival, onde ela forjou uma agressão feita pelo comerciante. Jerusa foi até o comércio dele e deu um tapa na cara do mesmo e saiu gritando pedindo socorro como se tivesse sido agredida”, relatou o prefeito.
Segundo ele, todas as situações citadas podem ser checadas na Delegacia de Polícia Civil de Milagres.  / Por: Reprodução/Facebook 
 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();