Notícias

"É bom lembrar que nunca interferi na PF", diz Lula; reportagem revela que petista tentou mudar comando da corporação


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou um tweet na quinta-feira (14) afirmando que nunca interferiu na Polícia Federal (PF), como uma forma de alfinetar o presidente Jair Bolsonaro, envolvido em um escândalo de susposta interferência na corporação. Porém, reportagem de 2007 revela que o petista mudou diretor-geral para ser informado sobre ações.
"É bom lembrar que nunca interferi na PF, nunca interferi no MP, nem na CGU. Eu era presidente, mas sabia que o Brasil não era meu. Ainda era presidente e a PF invadiu a casa do meu irmão e não me intrometi, entendi que era irmão do Lula e não do presidente da República", escreveu Lula no Twitter.
Em setembro de 2007, o jornal Folha de S.Paulo mostrou que o líder petista estava insatisfeito e promoveu as alterações para ficar a par das grandes ações da PF. Ele também avaliava que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) era ineficiente.
No caso de agora, Bolsonaro teria exonerado Maurício Valeixo da direção-geral para interferir em investigações do órgão, segundo o ex-ministro Sergio Moro (Justiça), que fez a acusação ao se demitir do cargo.
No caso de Lula, conforme o relato publicado pela Folha, a troca de Paulo Lacerda por Luiz Fernando Corrêa no comando da PF foi feita por causa de insatisfações do presidente. Ele reclamava, em conversas reservadas, de saber de ações da corporação pela imprensa.
Na Operação Xeque-Mate, realizada naquele ano pela PF para combater a máfia dos caça-níqueis, a voz de Lula chegou a ser gravada. Quando soube disso.
O convidado para a chefia da corporação era tido como o nome preferido de Lula para o posto. Delegado da PF, ele mantinha ligação estreita com o movimento sindical, o que lhe garantiu o apoio de lideranças petistas. / Por: Ricardo Stuckert  Por: Redação BNews 

É bom lembrar que nunca interferi na PF, nunca interferi no MP, nem na CGU. Eu era presidente, mas sabia que o Brasil não era meu. Ainda era presidente e a PF invadiu a casa do meu irmão e não me intrometi, entendi que era irmão do Lula e não do presidente da República.
9.473 pessoas estão falando sobre isso

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();