Notícias

Estados Unidos acusam presidente da Venezuela de atuar em cartel de drogas e oferecem recompensa milionária por informações


Os Estados Unidos estão acusando o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e membros do alto escalão do governo venezuelano de associação com o tráfico de drogas. Além de abrir um processo criminal contra Maduro, os EUA estão oferecendo uma recompensa de US$ 15 milhões (R$ 75 milhões) para informações que ajudem a levar à prisão do líder sul-americano.
A Casa Branca afirma que o líder venezuelano e seus companheiros de governo fazem parte do cartel Los Soles, que funcionaria junto com o grupo paramilitar colombiano Farc. O objetivo deles seria "inundar os Estados Unidos com cocaína".
De acordo com a BBC Brasil, as acusações foram divulgadas pelo procurador-geral William Barr. Os EUA apoiam o líder de oposição Juan Guaidó, que se autodeclarou presidente interino no ano passado.
Esse novo movimento da Casa Branca deve piorar o relacionamento entre os dois países, que já vivem uma relação bastante tensa. Os Estados Unidos consideram Maduro “ilegítimo e ditador”. Como forma de obrigá-lo a sair do poder, a potência americana tem adotado estratégias como sanções econômicas à Venezuela.  /Por: Reprodução/ Instagram
 

Nenhum comentário