Notícias

Cancelamento do São João deve ocorrer de forma generalizada em toda a Bahia, aponta presidente da UPB


Na última semana, as prefeituras de Conceição do Almeida e Vitória da Conquista anunciaram o cancelamento das festas juninas em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). As perdas de arrecadação como conseqüência da crise econômica instalada pela doença pode fazer com que mais municípios suspendam os festejos. O futuro do São João deste ano nas demais cidades baianas começará a ser discutido nesta segunda-feira (23). De acordo com o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, a tendência é que haja um cancelamento de forma generalizada em todo o estado. 
“Começaremos a discussão sobre o São João ainda hoje. Ontem conversei com os prefeitos sobre a questão do Fundão Eleitoral para ser utilizado no combate ao Coronavírus, já que não se tem recursos. Então não adianta a gente alegar que não tem dinheiro e manter as festas de São João e São Pedro, então por conta disso, o caminho é fazermos o cancelamento”, explicou. 
Prefeito de Bom Jesus da Lapa, na região oeste da Bahia, Eures Ribeiro adiantou que optou pelo cancelamento das festas de São Pedro na cidade. “Creio que a tendência vai ser os prefeitos opinarem nessa mesma direção. Vamos fazer uma consulta para tomarmos uma decisão conjunta. Uma decisão feita por todos os gestores”, disse.
Ainda conforme com o presidente da UPB, alguns prefeitos já sinalizaram a possibilidade de cancelar a festa. “Alguns estão esperando a questão da avaliação do cenário. A tendência é do cancelamento de forma generalizada. Nós vamos precisar de dinheiro na saúde pública. Não justifica programar uma despesa para festa diante de toda essa situação”, afirma. /Por: Divulgação

Nenhum comentário