Notícias

Rui nega candidatura Prates pela base governista e diz que secretário não daria "as costas" a Neto


O governador Rui Costa afirmou que não vê grande possibilidade do secretário municipal de Saúde, Léo Prates, sair como candidato a prefeito de Salvador pela base governista. Atualmente a situação do PDT é um dilema na capital, já que Prates é o principal pré-candidato do partido.
De acordo com o petista, dificilmente o recém-filiado pedetista continuaria à frente da pasta da Saúde, se tivesse a intenção de ter o seu apoio.
“Se for candidato, será muito provavelmente pela base do prefeito [...] estamos em fevereiro, ninguém estaria na secretaria para dar as costas a quem o nomeou”, respondeu Rui ao BNews.
A boa relação de Prates e de outros pré-candidatos com diferentes partidos, manifestada em troca de afagos durante a entrega da a Unidade Básica de Saúde (USB) do bairro de Cajazeiras, nesta sexta-feira (14), é vista com naturalidade pelo governador. Segundo Rui, é “da natureza” dos que querem ser candidatos, que “distribuam flores para todo mundo”.
“Evidente que candidatos distribuem flores para todo mundo, só faltou elogiar hoje o partido que está ausente, o resto elogiou todo mundo. É da natureza de quem é candidato, fazer acenos políticos”, contextualiza.
Há pouco mais de seis meses do pleito municipal, Rui preza por um ambiente de paz – ainda que não signifique em apoio político a um ou outro nome. Ele ressaltou a sua “interlocução” com os diferentes prefeitos, e da importância do diálogo para acelerar os benefícios à população baiana.
“Tenho essa interlocução com todos os prefeitos desde 2015.  Tiveram prefeitos que mesmo assim não me apoiaram em 2018. Não está condicionado, apoio político a você ter uma boa relação administrativa [...] as coisas andam mais rápido, as equipes funcionam mais rápido. Se há atrito em cima, quem tá embaixo, se já ia demorar, multiplica por 100 a demora. Isso é importante para que as coisas cheguem mais rápido a população”, reconhece. /BNews

Nenhum comentário