Notícias

Jean diz que violência contra a ex-mulher foi reação: 'agressões mútuas'



A cusado de agredir a ex-mulher, o goleiro Jean se pronunciou sobre o caso pela primeira vez, nesta sexta-feira (14). Em vídeo no seu perfil no Instagram, o jogador afirmou que reagiu a agressões da dançarina e blogueira Milena Benfica.
O caso aconteceu em dezembro do ano passado, quando o casal passava as férias com as filhas em Orlando, nos Estados Unidos. Em um vídeo gravado enquanto estava trancada no banheiro, a dançarina acusou Jean de agredi-la. Nos stories, ela mostrou o rosto machucado.
Segundo Jean, quando o caso aconteceu, ele e Milena estavam separados, "dormindo em quartos diferentes, mas morando na mesma casa". Mas, as passagens para a viagem já estavam compradas. 
"Estava tudo correndo bem, até o dia que ocorreu tudo, no dia que ocorreu a confusão toda. No dia da confusão, ela viu uma postagem da minha atual namorada, a minha namorada e a irmã dela, onde aparece a minha tatuagem. Enviaram pra ela. Ela achou uma falta de respeito. Queria que a minha atual namnorada apagasse, e eu falei que não iria apagar, porque não fazia sentido, porque eu e ela não tinha mais relação de homem e mulher [...] Nisso, ocorreu ameaças por parte dela, dizendo que sabia onde minha namorada morava, ameaças que ela já tinha feito antes, e decidiu não sair nesse dia", afirmou. 
Jean relatou que foi fazer compras e, quando voltou, Milena pediu para dormirem na mesma cama pois estava com dores, já que a filha com quem estava dividindo a cama se mexe muito durante o sono.
O goleiro, que havia consumido bebida alcoolica, diz que concordou em dormir na mesma cama, já que "estavam se respeitando". Jean relata que, quando deitou, a ex-mulher tentou ter relações sexuais com ele. "Percebi que ela estava filmando do tablet da minha filha mais nova, tentando filmar algo, e foi o momento que eu peguei o tablet pra ver o que ela tava querendo filmar, tentando filmar. Foi o momento que ela pegou o tablet e saiu correndo para o banheiro. Eu entrei no banheiro, porque achei muito invasivo da parte dela querer me gravar, me filmar [...]
Segundo Jean, quando ele entrou no banheiro, Milena pegou o secador "e disse que, se eu tentasse me aproximar dela, ela iria me agredir com o secador. Se eu tentasse pegar o tablet". "Me aproximei pra pegar o tablet pra ver o que ela tinha filmado, e ela tentou me agredir com o secador. Foi o momento que eu consegui tirar o secador da mão dela, e ela pegou a chapinha no banheiro e voltou pra cama. Voltando pra cama, eu fui atrás dela e tentei novamente pegar o tablet da mão dela. Quando eu fui pegar o tablet, ela começou a me agredir e mordeu o meu dedo. Não soltava o meu dedo de jeito nenhum, tentei abrir a boca dela, e ela não soltava o meu dedo. Foi o momento que eu tive a minha primeira reação. No momento que eu reagi, ela soltou o meu dedo, e eu já sentei no sofá pedindo pra ela parar. Ela começou a pegar a chapinha e me bater, de longe, tipo um chicote. A chapinha acertou a minha testa, a minha cebaça atrás, cortou a minha perna..."
Jean diz que, quando ela se aproximou para agredi-lo novamente, ele reagiu mais uma vez. "Ela saiu gritando 'help', 'help' e correu para o banheiro. Nesse momento, ela tropeçou e caiu na porta do banheiro. Foi onde eu corri pra tentar pegar o tablet de novo. Quando eu fui pegar o tablet, ela me agrediu de novo. Aí eu reagi, tive outra reação. Foi o momento que minhas filhas acordaram...". 
Segundo o goleiro, foi nesse momento que Milena gravou o vídeo no banheiro.
Jean foi preso pela polícia da Flórida e pré-sentenciado por violência doméstica. Ele fcou detido por dois dias, até ser liberado e voltar para o Brasil. Após o São Paulo, romper o seu contrato, o goleiro assinou com o Atlético-GO. /Por: Reprodução/vídeo 
 

Nenhum comentário