As mais recentes

STJD pode analisar tratamento dado pelo Palmeiras às torcidas visitantes no Allianz Parque

Foto: Reprodução
Quem fica do lado da torcida visitante do time que enfrenta o Palmeiras no Allianz Parque tem que acompanhar os lances da partida com uma tela de proteção na sua frente. E isso não ocorre com os donos da casa. Os últimos torcedores que passaram por esse problema foram os do Bahia, que assistiram ao empate por 2 a 2, neste domingo, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Segundo o blog “Lei em Campo”, do Uol Esporte, Felipe Bevilacqua, procurador geral do STJD, afirma que o caso  “ainda não chegou ao Tribunal, mas pode ser analisado”.
A rede de proteção, alvo de muitas reclamações por parte da torcida visitante, é uma exigência da Polícia Militar para evitar objetos sejam arremessados no campo ou no andar de baixo das arquibancadas, de acordo com o Palmeiras .
No portal do estádio na internet, há uma descrição que afirma que “todo o conforto da arena estará disponível para os visitantes, com entrada, lanchonete e banheiros exclusivos, além de Wi-Fi gratuito e assentos marcados”. Não há qualquer menção à rede de proteção.
A queixa dos torcedores passa também pelo preço do ingresso. Muitos se queixaram por pagar R$ 110 e não conseguir assistir ao jogo como gostariam. Ricardo Rezende, especialista e professor de direito do consumidor, já levantou a questão. “Essa é a única maneira de se evitar o arremesso de objetos? A discussão é sobre qual é a melhor alternativa. O fator segurança é preponderante, mas não pode também deixar o serviço em segundo plano. Imagino que uma segurança reforçada ali resolveria”.
Galáticos Online

Nenhum comentário