Falta de equipe médica no Ferry Boat chama a atenção após morte de passageiro

Foto: Matheus Buente

Após a morte de um senhor de  82 anos que faleceu  ao passar mal dentro do ferry-boat Pinheiro, no final da tarde da quinta-feira (14), durante a travessia entre a Ilha de Itaparica e Salvador, na Baía de Todos-os-Santos, passageiros ficaram indignados com a falta de preparo da Internacional Marítima para lidar com a vida dos transeuntes, já que os ferries, como ficou claro após o fato, não contam com equipe de médicos e/ou enfermeiros que deem os primeiros socorros em caso da necessidade de qualquer passageiro.
No incidente da última quinta-feira (14), a  embarcação tinha acabado de sair do Terminal de Bom Despacho, na cidade de Vera Cruz, por volta das 17h50, quando um idoso teve falta de ar e desmaiou no compartimento interno do ferry sendo socorrido por dois enfermeiros que também viajavam na embarcação, além de outros passageiros.  Isso demostra a falta de estrutura médica por parte da administradora para casos de emergência como este em que um segundo faz total diferença, apesar do alto valor que é cobrado nas passagens.
(Blog do Valente)