Após Petrobras anunciar redução no preço da gasolina, postos de combustíveis da Bahia devem registrar aumento de R$ 0,11 na sexta

Após a Petrobras anunciar redução no preço da gasolina vendida nas refinarias nesta terça (13), os postos de combustíveis devem registrar aumento no preço nesta sexta-feira (16). A previsão é de haja um acréscimo de R$ 0,11 no valor do litro, alterando o preço médio ao consumidor final de R$ 4,68 para R$ 4,79. A mesma coisa acontece com o dieses S10 que deve passar de R$ 3,55 para R$ 3,71 e o diesel S500 de R$ 3,45 para R$ 3,66. Segundo Marcelo Travassos, secretário-executivo do Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (Sindicombustíveis), esse aumento foi homologado pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) e publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (12). Ele explica que o aumento tem como base o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e no caso dos combustíveis, a tributação é feita pela figura do contribuinte substituto. “A incidência do ICMS não é pelo preço da bomba ao consumidor, e sim sobre o produtor. Só que a venda (do combustível) ainda não aconteceu. Então, o estado tem que determinar um preço para que haja a incidência da alíquota da refinaria, a partir do preço médio ao consumidor final”, disse.
Apesar da confirmação do aumento para sexta, o secretário-executivo ressalta que ele pode não se refletir no preço da bomba de forma automática. “Na prática, quando a distribuidora for comprar da refinaria, vai pagar mais caro e pode passar este custo para o posto, que também vai pagar mais caro e pode repassar para o consumidor. Mas depende de cada caso, pois temos mais de três mil postos no estado”, conclui.

Atarde/ Editado por Blog do Valente