Menino de 9 anos é baleado na perna em Colégio Adventista

Imagem Ilustrativa

Um estudante de 9 anos foi baleado dentro do Colégio Adventista no bairro Jardim dos Estados, em Campo Grande, na tarde desta quarta-feira (17). Segundo informações do G1 MS, O tiro atingiu de raspão o calcanhar esquerdo da criança. Depois de receber atendimento no Hospital Proncor, ele foi levado para a Santa Casa e deve receber alta ainda nesta quarta.
Segundo informações preliminares da Polícia Militar, a criança teria levado a arma do pai para a escola. Seria uma pequena pistola, e segundo o colégio, estava na lancheira do menino.
Colegas relataram aos policiais que no intervalo das aulas o menino disse que a eles que estava com a arma. O disparo que provocou o ferimento ocorreu, conforme à polícia, dentro da sala, em meio a uma aula de geografia.
De acordo com um pai que não quer se identificar, ele levou um susto na hora que foi buscar a filha de 2 anos que estuda na instituição.

“Só de saber que teve um tiro dentro da escola do seu filho, é muito assustador, ainda mais depois de tantos casos que a gente vê pela TV de tiroteio dentro de sala de aula”, explica ao G1.
De acordo com o pai, a rua foi fechada pela polícia e na frente da escola, tinha ambulâncias e viaturas do Corpo de Bombeiro.

“Teve pai que estava tremendo com toda essa situação. O que me disseram é que o garoto atingiu a própria perna com o disparo. Graças a Deus, ninguém mais ficou ferido”, afirma.

O colégio emitiu uma nota oficial:

Nota aos pais do Colégio Adventista Jardim dos Estados
O Colégio Adventista Jardim dos Estados informa que na tarde desta quarta-feira, 17, um aluno do ensino fundamental, sem consentimento e conhecimento dos pais e da própria escola, entrou com uma arma, dentro da sua lancheira. Esta, ainda ali, disparou, atingindo o membro inferior do próprio aluno.
Imediatamente, foi chamado socorro médico para o aluno e os demais colegas foram encaminhados para outra sala, onde ficaram em segurança. A escola lamenta o ocorrido e está prestando a assistência necessária à criança, à família e à polícia na investigação.
A segurança e bem-estar emocional dos alunos é preocupação primordial neste momento. As aulas devem seguir normalmente a partir de amanhã. Os alunos que presenciaram o ocorrido e todos os que sentirem necessidade terão atendimento psicológico. O estado de saúde do aluno é estável e não corre nenhum risco. O Colégio está à disposição dos pais e alunos para mais esclarecimentos.