Gravidez pode ter motivado morte de mulher pelo ex-companheiro


Uma mulher pode ter sido morta com sete facadas pelo ex-companheiro no Distrito Federal por estar grávida. O feminicídio de  Simone de Souza Lima, 25 anos, ocorreu no quarto da quitinete do acusado, Josias Sacramento dos Santos, 40, na Quadra 517 de Santa Maria, do mês passado.
A Polícia Civil informou que havia resquícios de cocaína em uma mesa dentro do quarto. Também foi encontrado um teste de gravidez positivo, o que pode ter sido a motivação para o feminicídio.
Simone e Josias estavam juntos há cerca de dois anos, idade que tem o filho do casal, e havia dois registros pela Lei Maria da Penha contra o suspeito. O primeiro foi feito por uma irmã de Simone, que foi agredida por Josias ao impedi-lo de bater na mãe dela. O segundo, da própria vítima.
Segundo o Correio Braziliense, Josias teria ligado para Simone e dito para ela ir até a casa dele. A disposição do corpo da vítima indica que ela foi pega de surpresa.
A vítima também tem uma filha de 9, fruto de outro relacionamento. (Bnews)