Título do Grêmio mantém esperança do Bahia ir para a Libertadores

Vinícius, Thiago Martins e Régis durante treino no Fazendão
(Marcelo Malaquias / EC Bahia)

Time gaúcho transformou o G7 em G8, o que deixa o Esquadrão com chance remota de conseguir vaga caso vença o São Paulo na última rodada
O título conquistado pelo Grêmio na Copa Libertadores da América, quarta-feira (29), renovou a esperança do Bahia conseguir uma vaga na edição do ano que vem da mesma competição. Como a equipe gaúcha colocou a mão na taça e consequentemente se garantiu no torneio em 2018, o time que terminar em 8º lugar no Brasileirão também se classificará para a Libertadores.
Com 49 pontos e em 11º lugar na Série A, o tricolor baiano ainda tem chance remota de voltar a disputar a Libertadores após 29 anos. Para isso acontecer, o Esquadrão tem que vencer a partida das 16h de domingo (3) contra o São Paulo, no Morumbi, e torcer por uma combinação de resultados.
Para azar do Bahia, todos os concorrentes diretos jogarão em casa na última rodada. Em 8º lugar com 52 pontos, o Botafogo precisa perder do Cruzeiro, no Engenhão, e, além disso, Chapecoense e Atlético-MG não podem vencer seus jogos. A equipe catarinense, 9ª colocada com 51 pontos, receberá o Coritiba, na Arena Condá. Já a mineira, em 10º com os mesmos 51 pontos, jogará contra um Grêmio pós festejos, no estádio Independência.
“A confiança tem que aumentar porque agora a gente vê que está chegando mais uma oportunidade para nós, então temos que buscar isso aí. Enquanto a gente puder, a gente vai buscar”, avisa o atacante Edigar Junio. Já com a vaga para a Copa Sul-Americana de 2018 garantida (caso não vá para a Libertadores), o Bahia vem de duas derrotas. Perdeu para Sport e Chapecoense, ambos por 1x0. “A gente tem que fazer nossa parte. De nada adianta ter as oportunidades se a gente não fizer nossa parte”, reconhece o atacante.
A chance do Bahia pode ser ampliada caso o Flamengo vença a Copa Sul-Americana. Com 53 pontos, a equipe carioca é a 6ª colocada do Brasileirão e, nesta quinta-feira (30), disputa o jogo de volta da semifinal do torneio continental. Às 21h30 (horário da Bahia), enfrenta o Junior Barranquilla, na Colômbia. Se avançar para a final contra o Independiente e for campeão, o atual G8 vira G9. A decisão da Sul-Americana será nos dias 6 e 13 de dezembro, após o Campeonato Brasileiro.
Para o Bahia terminar o Brasileirão em 9º colocado também precisará vencer o São Paulo e torcer por uma combinação de resultados. Só que neste caso, precisa de dois dos seguintes resultados envolvendo os três concorrentes: Botafogo perder, Chapecoense e Atlético-MG não vencerem. “A gente tem que torcer para isso. Temos que terminar esse campeonato com dignidade e mostrando nossa força”, prega Edigar Junio. ( Correios 24hs*)