Facebook tenta combater notícias falsas


A maior rede social do mundo informou, nesta quinta-feira (3), que enviará mais artigos potencialmente falsos para verificadores de informações terceirizados e vai mostrar o que descobrir abaixo da publicação original, em uma tentativa de conter a circulação de notícias falsas.
A companhia comunicou que fará uso de algorítimos para detectar se a notícia é verídica e enviá-las aos verificadores, potencialmente mostrando os resuldados da checagem abaixo do artigo original. Após muitas críticas de ser o maior distribuidor de notícias falsas, muitos especulam ter influenciado o resultado das eleições presidenciais norte-americanas em 2016.
Este problema foi tópico discussões políticas na Europa, com os eleitores franceses que tiveram inúmeras notícias falsas antes das eleições presidenciais na França, em maio, e a Alemanha apoia um plano para multar as redes sociais que nao conseguirem remover publicações de ódio prontamente, antes de eleições em setembro. Após isso, nesta quinta-feira, o Facebook comunicou separadamente em alemão que um teste da ferramenta de checagem de fatos eestava sendo lançado nos Estados Unidos, na França, na Holanda e na Alemanha.
"Além de ver quais histórias são contestadas pelos verificadores de fatos terceirizados, as pessoas querem mais contexto para tomar decisões informadas sobre o que leem e compartilham", disse em um blog Sara Su, gerente de produto do feed de notícias do Facebook. Ela acrescentou que o Facebook seguirá testando sua ferramenta de "artigos relacionados" e trabalhará em outras mudanças no feed de notícias para conter informações falsas.  (Bocão News)