Notícias

6/recent/ticker-posts

Crueldade: Jogador martela ex-namorada até a morte

 

Reprodução/Instagram

O jogador italiano Giovanni Padovani, do Sancataldese Calcio, foi detido pela polícia de Bolonha, na última sexta-feira (26), por ser acusado de ter espancado a ex-namorada, Alessandra Matteuzzi, até a morte no país europeu. O atleta, no dia 23 de agosto, teria utilizado um martelo e um taco de beisebol para executar o assassinato. 

No momento do ataque, ocorrido no prédio em que a mulher, de 56 anos, morava, em Bolonha, na Itália, a irmã da vítima, chamada Stefania, escutou as agressões. Ao notar o fato, ela entrou em contato com a polícia ao perceber a violência. 

“Ela saiu do carro e começou a gritar: ‘Não Giovanni, não, eu te imploro. Socorro!’. Eu estava ao telefone e liguei imediatamente para os policiais, que chegaram logo. Moro a 30 km. Ele a espancou até a morte”, descreveu em entrevista à TGR Emilia Romagna, emissora local. 

Apesar dos agentes terem agido rapidamente, Alessandra não resistiu aos ferimentos após ter chegado com vida ao hospital. Além do martelo, Giovanni aderiu a um banco de ferro forjado para agredir a ex-namorada.

Eles estavam juntos há aproximadamente um ano e o relacionamento terminou em janeiro de 2022. Há pouco menos de um mês, a mulher registrou uma queixa contra o atleta por perseguição. Em seguida, ela já havia alertado os vizinhos para que, ao ver o rapaz, não deixassem ele ter acesso a residência. 

Redação BNews

Postar um comentário

0 Comentários