Notícias

6/recent/ticker-posts

Bolsonaro cresce com ações 'pró-pobre'. Veja números;


 As medidas do governo Jair Bolsonaro (PL) para a camada mais pobre da população surtiram efeito e o presidente reduziu em oito pontos (de 40 para 32) sua desvantagem em relação ao ex-presidente Lula (PT) no maior grupo de eleitores: os que ganham até dois salários mínimos e que representam 53% do eleitorado.

Segundo dados da pesquisa Datafolha, em dezembro, as intenções de voto em Bolsonaro nesse grupo, crucial para decidir a eleição, eram de 16% e são agora de 19%. Na contramão, Lula, que tinha 56% agora aparece com 51%, ambas oscilações dentro da margem de erro da pesquisa, que, para este segmento, é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Auxílio Brasil é apontado como uma das principais ações motivadoras para o crescimento do atual presidente. São quase R$ 90 bilhões distribuídos no ano eleitoral a 18 milhões de pessoas vulneráveis e que estão entre as que ganham até dois salários mínimos (R$ 2.424).



Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil  

Postar um comentário

0 Comentários