Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Renan Calheiros diz que MDB pode ter candidato à Presidência e que sigla "pagou o preço" por Temer


 O senador Renan Calheiros (MDB-AL) não descarta que a sigla tenha uma candidatura própria à Presidência da República em 2022. Em entrevista ao BNews Agora, da Piatã FM, nesta segunda-feira (20), ele também disse que o partido "pagou o preço" por causa do governo Michel Temer.

"Se tiver um candidato competitivo pra alavancar candidaturas nos estados, seria bom. Não tendo, acho que devemos fazer aliança, sim", afirmou Calheiros.

Apesar de lideranças do MDB já prestarem apoio ao ex-presidente Lula (PT) nas eleições do próximo ano, a senadora Simone Tebet (MS) é especulada como candidata da sigla e Michel Temer ajudou Jair Bolsonaro (sem partido) na construção da "Declaração à Nação".

"O MDB é um partido grande, complexo, plural e com muitas diferenças internas. É importante a gente tentar acertar a mão e definir um compasso pra que o partido tenha uma participação na eleição nacional de modo a não se isolar e não sofrer as derrotas que sofreu na última eleição. O MDB foi, talvez, o partido mais penalizado, porque pagou o preço do julgamento do próprio governo Michel Temer", analisou Calheiros em conversa como editor Victor Pinto.

O senador e o ex-presidente têm um histórico de desavenças. Calheiros chegou a dizer que o correligionário governava influenciado por um presidiário, se referindo ao deputado cassado Eduardo Cunha (RJ), também do MDB.

*O editor de política do BNews está em Brasília para cobrir a CPI da Pandemia 

Matérias Relacionadas

Direto de Brasília: "Não é só a Câmara que discute impeachment", diz Calheiros ao defender mudanças na lei

Classificação Indicativa: Livre


Por: Victor Pinto/BNews  Por: Victor Pinto* e Pedro Vilas Boas

Nenhum comentário