Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Recuo de Bolsonaro sobre ataques a ministro do STF desagrada ala militar, diz coluna


 O recuo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre os ataques ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), desagradou a ala militar do governo, de acordo com informações da coluna da Bela Megale, do O Globo. Nesta quinta-feira (9), o chefe do Executivo escreveu uma nota defendendo a harmonia entre os Poderes.

A avaliação feita por integrantes das Forças Armadas que atuam no Palácio do Planalto é que Bolsonaro mostrou “subserviência” a Moraes sem ter recebido uma contrapartida do ministro.

A nota foi divulgada um dia após o presidente do STF, Luiz Fux, afirmar que as ameaças poderiam resultar em um processo de impeachment No documento, Bolsonaro diz que os xingamentos e outros ataques feitos a Moares, como “canalha”,  foram proferidas no "calor do momento" e que "nunca teve intenção de agredir quaisquer dos poderes".

Ainda de acordo com a coluna, os auxiliares do presidente dizem reconhecer os “rompantes” e “exageros” de Bolsonaro, mas avaliam que Moraes ajuda a tensionar o ambiente com decisões que os integrantes do Palácio consideram “excessivamente duras”. Para eles, a imagem que Bolsonaro “cedeu sem receber nada em troca” é negativa.

Militares também não gostaram do início da carta, quando o presidente afirma que não tinha “intenção de agredir quaisquer dos Poderes”. Para membros da ala, está mais do que claro que o presidente quis ofender e dar um recado direto ao STF.

Matérias relacionadas:

Após 'bandeira branca' de Bolsonaro a STF, influenciadores bolsonaristas protestam contra presidente: 'Sucumbiu ao sistema'

Após declaração à nação, Temer diz acreditar que ataques de Bolsonaro ao STF ficaram 'no passado'

Pastor bolsonarista chama presidente de ‘calça frouxa’ após recuo em paralisação

Classificação Indicativa: Livre 


 Por: Isac Nóbrega/PR 

Nenhum comentário