Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Presidente do PT baiano ataca fusão DEM/PSL: “ACM Neto matou o partido do avô”


 A fusão do PSL e do DEM, que resultará no maior partido do Congresso Nacional, tem gerado pontos de vista dos mais diversos entre aliados e opositores. No campo adversário, o discurso é de demonstração de fraqueza do antigo PFL. O presidente do PT da Bahia, Éden Valadares, corrobora dessa tese, a mesma defendida pelo senador Jaques Wagner (PT) durante conversa com o BNews, em Brasília, nas últimas semanas. O ex-governador afirmou que o DEM estaria definhando

Éden foi bastante ácido em suas colocações enviadas por nota à imprensa. “Que ACM Neto não é um cara de grupo, todos sabem, mas sua ganância pelo poder e seu individualismo parecem não encontrar limites. Por seu projeto pessoal, Neto perdeu aliados, se juntou a Bolsonaro e matou o partido do avô”.

“Não é opinião, é só lembrar os fatos, passo a passo. Primeiro ele perdeu Rodrigo Maia, Eduardo Paes e Rodrigo Garcia para manter aliança com Jair Bolsonaro. Repare, prefeito do Rio, vice governador de São Paulo e um presidente da Câmara. Todos abandonaram o DEM. Agora ele decreta o fim do próprio partido para oferecer palanques estaduais para Bolsonaro e não perder as verbas e cargos no governo federal na Bahia”, completou. 

A fusão vai acontecer e dará poder de fogo a ACM Neto no Estado, com maior tempo de televisão na propaganda eleitoral e maior fundo partidário. Logo percebe-se uma crítica mais incisiva a investida. Apesar de deixar a presidência nacional do DEM, o ex-prefeito de Salvador fica como secretário geral dessa nova legenda. A tendência é de, no mais tardar, até março do próximo ano todas as tratativas jurídicas perante do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já estejam firmada. O número 25 deverá ser mantido, mas um novo nome está em análise. 

Classificação Indicativa: Livre


Por: Orlando Brito / DEM  Por: Victor Pinto

Nenhum comentário