Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Bolsonaro estaria “decidido” a descumprir decisões do STF, diz coluna


 O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estaria convencido de não baixar o tom de seus discursos contra o Supremo Tribunal Federal (STF). Além do pedido de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes, entregue nesta sexta-feira (23), o presidente agora pode também deixar de cumprir com as decisões da mais alta instância do poder judiciário. 

A informação foi confirmada por pelo menos três ministros e auxiliares presidenciais ouvidos pela coluna do Igor Gadelha, do Metrópoles. O descumprimento seria em relação àquelas decisões avaliados por Bolsonaro como “ilegais”, mas sobretudo as do ministro Moraes.

“O que há é um ataque não só ao Judiciário, mas à democracia como um todo. Por isso, esse ambiente de solidariedade e unidade. Todo mundo percebeu que pode ser o próximo alvo desses ataques”, disse um integrante do STF à coluna. 

O clima de tensão que deve ser sustentado pelo presidente seria, portanto, para inflamar sua base de apoiadores mais ativa e mirando sobretudo as eleições de 2022. 

O clima nada amistoso entre o Executivo e o Judiciário levou Brasília à ebulição, além do STF, Bolsonaro também tem como alvo o Supremo Tribunal Eleitoral (TSE). Em um dos seus ataques, ele chamou o ministro Luís Roberto Barroso de "idiota" e "imbecil".

Matérias relacionadas:

Evangélicos votam em peso em causas defendidas por Bolsonaro, aponta plataforma


Por: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil 

Nenhum comentário