Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Pai de Henry pede à Justiça celular apreendido para ter fotos do filho


 O pai do menino Henry Borel pediu à Justiça a devolução dos aparelhos que foram apreendidos pela polícia na casa dele há quatro meses para investigações. O pequeno morreu no dia 8 de março, no apartamento onde morava com a mãe, Monique Medeiros e o vereador Dr. Jairinho.

A defesa do engenheiro Leniel Borel diz que os três aparelhos celulares e um computador “possuem uma grande quantidade de fotos de Henry Borel", além de ser o único arquivo pessoal que o pai tem. Devido a falta de materiais, a defesa afirma que tudo isso vem “causando imenso sofrimento psicológico".

Todos os equipamentos foram apreendidos em cumprimento a mandado de busca e apreensão uma semana depois da morte do menino. Ainda na defesa que foi enviada à 2º Vara Criminal do Rio, os advogados do pai afirmam que Leniel não é réu no processo e que as defesas dos acusados já tiveram a oportunidade de ver os conteúdos dos aparelhos. 

O pedido da devolução dos celulares pessoais e do computador que, de acordo com Leniel, é da empresa que trabalha, foi feita no último dia 20 e, até o momento, não foi analisada, segundo o site Extra.




Por: Reprodução / Redes Sociais 

Nenhum comentário