Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

CPI da Covid faz um minuto de silêncio pelas 500 mil mortes no Brasil e senadores protestam por vacina


 A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid decretou um minuto de silêncio pelas mais de 500 mil mortes no país vítimas da doença, no início da sessão desta terça-feira (22). 

O pedido do senador Rogério Carvalho (PT) foi acatado de imediato pelo presidente da Comissão, Omar Aziz (PSD). Os parlamentares que fazem oposição ao governo, como o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede), o outro petista Humberto Costa e Eliziane Gama (Cidadania) estenderam cartazes pretos pedindo "vacina" e "responsabilidade".

Antes ainda do início do depoimento do deputado federal Osmar Tera (MDB), apontado como membro do gabinete paralelo do governo Bolsonaro, os senadores governistas pediram questão de ordem para repercutir o depoimento da última semana, dos médicos apoiadores da cloroquina e "tratamento precoce".

INVESTIGADOS

Em meio à tentativa de obstrução de senadores como Marcos Rogério (DEM), Jorginho Mello (PP) e Eduardo Girão (MDB), o presidente Omar Aziz pautou o pedido de mudança da condição de testemunhas que depuseram à Comissão para a de investigados, a pedido do relator Renan Calheiros (MDB). 

Entre eles estão o ex-ministro da Saúde e general da ativa, Eduardo Pazuello, e o atual ministro, Marcelo Queiroga. No total, 14 pessoas mudaram a sua condição de investigados pelo colegiado.

Classificação Indicativa: Livre   /Por: Reprodução/YouTube 

Nenhum comentário