Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Sessão é suspensa após governistas tentarem impedir mulheres de falarem na CPI


 A sessão da CPI da Pandemia nesta quarta-feira (5) foi suspensa no fim da manhã pelo presidente Omar Aziz (PSD-AM), após senadores governistas questionarem o direito de fala das parlamentares da bancada feminina. 

Nesta terça-feira (4), ficou decidido que a bancada teria o direito de se manifestar, mesmo sem a presença de nenhuma mulher na titularidade da Comissão. 

Ao conceder a fala à senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), o pepista Ciro Nogueira - que tem atuado para obstruir os trabalhos da CPI - se manifestou contra o direito da bancada feminina. 

"Não tem nenhum partido que respeito mais as mulheres do que o PP, mas se queriam o direito de falar, deviam pedir para o próprio partido de vocês indicarem para a Comissão", pontuou.

Foi o suficiente para dar início a um bate-boca que incluiu o senador Marcos Rogério (DEM-RO) e a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

O presidente Omar Aziz (PSD-AM) cobrou questão de ordem na Casa, mas a discussão continuou exaltada. Ele lembrou que os parlamentares não se colocaram contra a decisão tomada na sessão desta terça-feira, pela participação feminina e, portanto, não tinha cabimento tentar desvalidar a bancada.

Marcos Rogério acusou a bancada de tentar "engrossar o coro" daqueles que querem "dar uma peia o presidente Jair Bolsonaro".

Eliziane reagiu imediatamente e destacou a presença de mulheres dos mais diversos partidos na bancada.

Fora dos microfones, a senadora do Cidadania e Ciro Nogueira, braço-direito do governo Bolsonaro, continuaram a trocar farpas. Em certo momento, a parlamentar disparou: "Não fique me olhando desse jeito achando que vai me intimidar. Existe uma coisa que eu não tenho medo, é de cara feia".   /Por: Reprodução/TV Senado 

Nenhum comentário