Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

'Tem nos causado certa preocupação', diz Queiroga sobre a falta de 2ª dose da CoronaVac


 O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu estar preocupado com a falta de da segunda dose da CoronaVac devido ao atraso na entrega feita pelo Instituto Butantan. A afirmação foi feita nesta segunda-feira (26) em audiência virtual com senadores.

"Tem nos causado certa preocupação a CoronaVac, a segunda dose. Se os senhores se lembram, há cerca de um mês se liberou as segundas doses para que se aplicassem [na primeira dose de outras pessoas da fila] e, agora, em face de retardo de insumo vindo da China para o Butantan, há uma dificuldade com essa segunda dose", explicou o ministro.

Os estados e municípios do Brasil tinham recebido um pedido do Ministério da Saúde para guardar as segundas doses da CoronaVac até 21 de março. A partir de então, foi orientado que eles deixassem de estocar os imunizantes em função da chegada, considerada certa, de novos imunizantes na campanha nacional contra o cornavírus, o que não aconteceu. 

Queiroga falou que em João Pessoa, na Paraíba, devido a falta de doses da vacina, algumas pessoas que receberam a primeira dose entraram na Justiça para conseguir a segunda aplicação do imunizante. "A judicialização certamente não é a saída", disse o ministro, que ainda declarou que espera que a entrega de vacinas seja regularizada nos próximos meses em prol da campanha nacional.

Ainda nesta segunda, o ministro da Saúde disse que a inclusão de determinados grupos por decisão de estados e municípios no programa de vacinação contra a Covid-19 tem atrapalhado o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. “Se nós respeitássemos o Programa Nacional de Imunizações conforme pactuado na [reunião] tripartite [União, estados e municípios], ele seria melhor”.  /Por: Marcelo Camargo/Agência Brasil 

Nenhum comentário