Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Sem matéria-prima, Butantan suspende envase da CoronaVac


 O Instituto Butantan interrompeu nesta quarta-feira (7) o processo de envase de novas doses da Coronavac após a matéria prima do imunizante esgotar. O insumo é importado da China e a previsão é que o envase seja retomado na próxima semana com a chegada de um novo lote da substância. 

O atraso da remessa tem relação direta com a campanha de vacinação na China, que, nos últimos dias, foi intensificada. O diretor do instituto, Dimas Covas, disse, em entrevista à GloboNews, que o envase foi suspenso há dez dias, mas que isso não compromete o processo de entrega da vacina.

"A matéria-prima está pronta para o embarque na China, houve um problema burocrático. Não há anormalidade. Não há retenção de vacina da China. Não há nenhum ruído de comunicação entre o Brasil e a China, nem entre o Butantan e a Sinovac", afirmou Covas.

Segundo o Instituto, desde janeiro, já foram entregues 38,2 milhões de doses. O imunizante, que é aplicado em duas doses, é o mais utilizado nas cidades brasileiras. Até o dia 30 de abril, 46 milhões de vacinas serão entregues. Outras 100 milhões serão distribuídas no segundo semestre deste ano.

Matérias relacionadas:

Empresas doam mais de 5 mil concentradores de oxigênio para tratamento da Covid-19

Bolsonaro diz que espera por medicamento para a cura da Covid-19

Cientistas identificam nova variante do coronavírus em Belo Horizonte   /Por: Divulgação/ GovSP 

Nenhum comentário