Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

MPF investiga contratação em dinheiro vivo de segurança privada pelo deputado Daniel Silveira

 


O Ministério Público Federal (MPF) abriu investigação contra Daniel Silveira por possível prática de improbidade administrativa na contratação de serviço de segurança privada com verba da cota parlamentar. As informações são do colunista Lauro Jardim.

O deputado pagou R$ 192 mil com verba pública à Global Company pelo serviço, tendo gasto de R$ 8 mil mensal com a empresa de Petrópolis, cujo dono é o instrutor de Krav Maga Carlos Eduardo Passos de Paula, apontado como amigo do político.

De acordo com a Polícia Federal, a Global Company não tem permissão para prestar os serviços pelos quais foi contratada pelo deputado. Em fevereiro deste ano, agentes da PF estiveram na sede da empresa, quando Carlos Eduardo disse, segundo a portaria que abriu o inquérito, que não havia um contrato formal com o deputado.

"Para tanto, emitia notas fiscais eletrônicas que eram enviadas para o e-mail do deputado e para o chefe de gabinete Pablo. Neste momento não se recorda dos e-mails. O pagamento desses serviços eram efetuados sempre em espécie, na maioria das vezes, entregue pelo próprio deputado ou eventualmente pelo chefe de gabinete Pablo", diz trecho da investigação da polícia.

Redação BNews

Nenhum comentário