Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Mariana Rios nega aglomeração e diz que Doria foi à casa dela para impedir festa

 


Mariana Rios, 35, usou as redes sociais nesta segunda-feira (8) para desmentir que realizou uma festa no Jardim Europa (zona sul de São Paulo) durante a pandemia. O evento, inclusive, virou caso de polícia após o governador João Doria (PSDB) registrar uma queixa-crime no sábado (6) contra os responsáveis por divulgar um vídeo que apontava o filho dele como responsável pelo festejo.

O próprio político replicou o vídeo da atriz e cantora. "A verdade sempre prevalece", escreveu na legenda. "Compartilho depoimento da atriz Mariana Rios que comprova que é fake news a notícia de que meu filho teria promovido festa na sexta-feira."

Segundo o governo paulista, a gravação foi feita da residência da vizinha Alessandra Maluf. O som mais alto viria de outra casa na mesma rua onde Doria mora, no Jardim Europa, mas não havia nem festa nem aglomeração no local. Após pedido à dona da casa, o volume foi abaixado.

Já Rios afirma que não fez festa nenhuma, apenas um encontro com poucos amigos. "O vídeo da festa que está circulando não é da minha residência, não faço parte dele", disse. "Na noite da última sexta feira eu estava em casa com mais três amigos, conversando, ouvindo música e cantando no karaokê. Na minha casa não houve aglomeração e muito menos festa."

Ela abre o vídeo questionando os seguidores. "Eu quero fazer uma pergunta para você que está me assistindo e me escutando: até onde você compactua com uma mentira dita várias vezes, fazendo assim com que ela se torne uma verdade?", disse. "Já parou para pensar sobre isso? Quantas vezes a gente não vê um vídeo na rede social, a gente não escuta uma mentira e que ela é encaminhada tantas vezes que ela passa a ser uma verdade. E a gente propaga aquilo, atingindo outras pessoas, não pensando nas outras pessoas e como isso vai ferir e como isso vai prejudicar."

"Na sexta-feira, eu vim para a minha casa com mais três amigos", explicou. "Três amigos que são os meus melhores amigos, as pessoas que estão comigo em São Paulo. Na sexta-feira, não foi diferente. Essas três pessoas estavam comigo aqui em casa, e como nós entraríamos em lockdown no dia seguinte, eu estava em casa com eles, fazendo o que 10 horas da noite? Escutando música na caixa de som dentro da minha casa, com o microfone ligado no piano, eu sempre posto isso para vocês."

"Eu canto o dia inteiro, eu toco o dia todo, eu ligo música porque eu sou cantora, eu vivo de música, eu preciso da música", continuou. "Essa música estava ligada, esse som estava ligado, nós quatro cantando ali no karaokê, no som, tocando piano, cantando, num momento com eles, com os meus amigos, um momento de distração, quatro pessoas dentro da minha casa."

"Onde está a mentira na história? A mentira está em que eu aluguei a casa do governador do estado para dar uma festa", reclamou. "Outra mentira que eu dei uma festa. Outra mentira que a casa era do governador ou do filho dele onde estava acontecendo a festa."

"A casa é minha há dois anos", afirmou. "Eu moro aqui há dois anos. Eu não dei uma festa. Estávamos eu e mais três melhores amigos cantando com o som ligado."

Ela ainda disse que o próprio Doria apareceu na casa dela. "O governador bateu na porta da minha casa junto com outras pessoas que estavam apontando todas essas mentiras e ele bateu na porta, eu abri a porta, com os meus três amigos do lado", disse. "Eu falei o que está acontecendo? Ele me disse: 'Estão dizendo que aqui está acontecendo uma festa'."

"Eu abri a porta toda, onde dá para ver a minha casa toda, e falei: 'Vocês querem entrar?'. Estamos só nós aqui", prosseguiu. "Eu não estou entendendo o que está acontecendo. Eu estou dentro de casa escutando música e cantando no meu karaokê. O que aconteceu? Ele falou: 'Realmente não tem festa aqui, não tem nada, eu peço desculpas. Foi só mesmo para esclarecer esse mal-entendido'. Assim foi."

 Folhapress

Nenhum comentário