Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Fernando Torres intimida advogado em telefonema: "Marque comigo, na mão ou na bala"


 O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, Fernando Torres (PSD), manteve uma conversa em tom intimidador com o advogado Hércules Oliveira, contratado pelo ex-vereador e sindicalista Alberto Nery (PT), para atuar na denúncia eleitoral de uso de “laranjas" pelo PSD nas eleições de 2020 realizadas no município. 

A conversa tem um tom intimidador e é recheada de palavrões. Em um dos momentos, Torres intima Hércules: "Marque comigo, na mão ou na bala". O caso está repercutindo no município.
 

Durante sua fala na tribuna da Casa, na última terça-feira (9), Torres chamou Hércules de "ex-presidiário", "mentiroso", "incompetente" e ainda afirmou que o advogado foi expulso da Polícia Civil. 

"Eu não sei nem o sobrenome dele, porque geralmente advogado bom tem um sobrenome, o meu advogado chama Rafael Matos. O nome desse advogado é Hércules, um ex-presidiário, expulso da Polícia Civil, é esse homem que chama de mentiroso, é o advogado de Alberto Nery, é tudo farinha do mesmo saco", afirmou Torres.
 

Já Hércules Oliveira registrou queixa na polícia contra o vereador. Em entrevista ao Bnews, ele afirmou que foi procurado por uma pessoa, a mando do pessedista “para lhe oferecer vantagens econômicas para deixar de advogar em causa contra partidos políticos”. Ainda conforme Hércules, a gravação da ligação do vereador foi planejada.

“Ele, através de uma terceira pessoa, veio me procurar para oferecer vantagem econômica para que eu saísse dos processos em que ele figura no polo passivo, bem como os partidos. Não é minha postura, nunca vai ser, eu honro a advocacia, honro o juramento, vou cumpri-lo nem custe a minha própria vida (...)”, disse o advogado.

“O tempo passou e as ofensas aumentaram na Câmara e eu comecei a responder de forma técnica e explicada. Ele se sentiu magoado e resolveu me ligar. Gravei a ligação porque queria me preservar, eu estava com receio do que ele iria falar. Tornei público para que as pessoas e a OAB soubessem que além das ofensas que sofri na condição de advogado, fui ameaçado de morte e agressões físicas, além das palavras de baixo calão. Fiquei com receio da minha vida e a da minha família”, concluiu.

O presidente da Câmara, por sua vez, diz que ligou para o advogado após ter acesso a uma publicação feita em um blog local onde Hércules o chama de “usuário de cocaína” e afirma que ele teria brigado e até ameaçado o pai com uma arma.

“Ele deu uma entrevista falando que eu cheirava cocaína e que eu tinha brigado com meu pai. Cheirei cocaína no passado, coisa da juventude (…) Ele é louco e eu é que estou com medo. Simplesmente ligue para saber se ele provava o que disse sobre o meu pai. Eu errei em ter ligado para ele, mas fui gravado de forma ilegal”, disse. 

Torres também negou que tenha oferecido uma quantia em dinheiro em troca da desistência do advogado. “Olha o quanto ele é louco. Fui gravado ilegalmente, então, não iria mandar uma pessoa procurar ele para oferecer dinheiro. Será que sou mais louco que ele?”, completa   / Por: Divulgação 

Nenhum comentário