Notícias

Cibele Carvalho: “O PT precisa repensar o diálogo com seus pares”


 A base do governador Rui Costa (PT) não tem descanso. Desta vez, o imbróglio está posto na eleição da União dos Municípios da Bahia (UPB). “O partido precisa repensar o diálogo com seus pares”, disse ao BNews a prefeita de Rafael Jambeiro, Cibele Carvalho.

A declaração da petista - figura próxima de Rui, que já ocupou o cargo de secretária de Relações Institucionais (Serin) - acontece após ela desistir de disputar a presidência da UPB, depois de não chegar a um acordo com a direção estadual do PT.

Cibele queria ser o nome a representar o partido na disputa, contra, principalmente, o prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP). Mas não foi o que obteve após reunião da direção estadual, presidida por Éden Valadares, na quarta-feira (3).

Além de Cibele, aparecem como candidatos pelo PT a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho; Caca (Miguel Calmon); e Júlio Pinheiro (Amargosa).

“Eu não quero que haja mais desgaste no partido. Sou liderada pelo governador Rui Costa. Deixa ele decidir. Ele tem sido um grande líder”, ponderou Cibele.

Assembleia

A base de Rui sofre desgastes públicos desde o processo de escolha da candidatura do PT à prefeitura de Salvador ano passado. O governador escolheu a major Denice Santiago, o que não agradou os correligionários.

O mais recente imbróglio aconteceu na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), por causa do próximo presidente da Casa. Após um acordo para o deputado Adolfo Menezes (PSD) ser o escolhido, o PP decidiu romper o combinado.

Depois de algumas negociações, Menezes foi eleito presidente da Assembleia.

Matéria relacionadas

PT Bahia vai se reunir novamente nesta quinta para tentar chegar a acordo sobre UPB

Após divergência com PT, Cibele retira candidatura à UPB   


Por: Vagner Souza/Arquivo BNews 


Nenhum comentário