Notícias

Bruno Reis nega flexibilização nas regras do toque de recolher: "vamos continuar da forma que está"


 O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), afirmou, durante coletiva realizada nesta sexta-feira, (19), que, apesar das sugestões feitas pelas associações de bares e restaurantes e da flexibilização promovida pelo prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), em relação ao funcionamento do delivery, não haverá ainda um afrouxamento nas medidas que serão implementadas no toque de recolher em Salvador.

O toque de recolher decretado pelo governo do estado começa às 22h desta sexta-feira e será realizado por uma semana, sempre no horário das 22h às 5h.    

"É um pleito que eu considero justo [dos empresários], porém nós temos um grupo de trabalho, que foi quem recomendou todas as medidas que nós estamos adotando e eu vou levar para esse grupo, que é composto por prefeitura e governo do Estado, para nós tomarmos uma decisão", explicou Bruno.

O prefeito informou ainda que teve um encontro com os vereadores Cláudio Tinoco (DEM) e Daniel Alves (PSDB), que estão intermediando os diálogos com os donos de bares e restaurante. Ele explica que além do pedido para ampliação do horário de funcionamento do comércio, os parlamentares também solicitaram uma extensão no horário do transporte público.

"Vamos ao longo deste final de semana conversar para tomarmos uma decisão; mas hoje nós vamos continuar da forma que está. Nós vamos começar com as regras que já estão devidamente divulgados, publicizadas e que eu peço a todos a compreensão para serem cumpridas", destacou Reis.

Leia mais em:

O que pode e o que não pode: Tudo sobre o toque de recolher válido a partir desta sexta-feira

Prefeitura fecha todos os parques e suspende atendimentos em órgãos municipais

Prefeitura de Salvador restringe horário de funcionamento do comércio em três bairros; saiba quais

Colbert libera delivery de alimentos durante toque de recolher


 Por: Aline Reis e Raul Aguilar

Nenhum comentário