Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Ex-deputado agride idoso que havia batido em cão: “não tenho sangue de barata”



O resgate de um animal vítima de maus tratos terminou com agressão do ex-deputado Marcell Moraes ao homem que agrediu o cão, nesta quarta-feira (27). No vídeo, postado nas redes sociais do próprio Marcell, ele e um outro homem aparecem com o idoso, que é morador de rua, e está sentado em uma calçada. O ativista faz críticas ao idoso e determinado momento chuta o agressor do animal. Marcell também dá tapas nas costas do homem. Toda ação ocorreu na Avenida Jequitaia, na região do Comércio, próximo ao Moinho J.Macedo. Logo após a ação, o idoso foi encaminhado para a Central de Flagrantes da Polícia Cívil, na região do Detran.

De acordo com a ocorrência registrada, o morador de rua, que estava sem documento, diz se chamar Júlio Ferreira dos Santos. Em nota, a Polícia Civil disse que “ambos foram ouvidos na unidade, que instaurou inquérito para apurar todos os fatos e expediu guia de identificação criminal para o idoso, que não portava documento de identidade”.  Desde setembro do ano passado, a punição para o crime de abuso e maus tratos a animais ficou mais dura, com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

O ex-deputado sofreu críticas nas redes sociais por conta da agressão feita ao idoso. “A intenção foi boa, mas você não tem direito de agredir ninguém”, disse um internauta. “Você é polícia? Esse não é o seu trabalho. Deixe as autoridades tomarem conta”, disse outra internauta. “Perdeu a razão já, cê é da polícia é?”, questionou outro. Marcell também recebeu apoio de muitos outros internautas. “Fez certo”, disse uma apoiadora do ativista. “Oxe fez certo”, disse outra seguidora.

Em uma live realizada na noite desta quarta, Marcell falou com seus seguidores e rebateu críticas recebidas. “Eu não tenho sangue de barata. Esse sou eu. Quem está criticando é porque não ama os animais. Se um senhor dá 12 pauladas na cabeça de seu filho? A minha é a mesma. O mesmo sentimento que tenho por minha filha tenho pelos animais”, disse.

O ex-deputado diz que o chute não pegou no idoso, mas em seguida diz que a agressão foi merecida. “Ele não foi agredido por mim. O chute nem pega nele, mas ele mereceu. Chutei e chutaria de novo. Amo bicho. Se voces não gostam de bicho eu não sei, mas se fosse mãe de vocês?”, disse Marcell na live. “O homem bater num mulher, numa cachorra é a mesma coisa. Vou agir assim com emoção quantas vezes for preciso”, rebateu Marcell.

Em um vídeo que circulou na manhã desta quarta-feira (27), um idoso usa um pedaço de pau para bater em um cachorro. O idoso segura o cachorro pelo pescoço e atinge o animal diversas vezes. Em seguida o cachorro tenta escapar, mas é novamente agredido pelo homem, que chega a se desequilibrar enquanto bate no animal.

Logo após a divulgação do vídeo, o ativista e ex-deputado Marcell Moraes seguiu para o local. Marcell fez uma transmissão ao vivo do momento em que encontrou o homem. Aos gritos, Marcell diz que que o homem está preso, enquanto o homem tenta argumentar. Em um dos poucos momentos em que consegue falar o homem diz “quantas vezes o cachorro mordeu aqui o povo”.

Francisco resgatado

Em meio à polêmica, o cachorro, que recebeu o nome de Francisco havia sido resgatado por uma ONG que administra um lar de animais abandonados. De acordo com a direção do abrigo, Francisco será tratado, vacinado e castrado e em seguida ficará à disposição para ser adotado.

*Correio

Nenhum comentário