Rádio Nova Rota - PARCEIRA - Aperte o player para escutar.

Notícias

Bombeiros confirmam 17 mortes após ônibus cair de viaduto em Minas

 


O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou 17 mortes após um ônibus da Localima Turismo cair de um viaduto em João Monlevade, na Região Central do estado, nesta sexta-feira (4). Segundo a corporação, 23 feridos foram levados a hospitais próximos ao local do acidente. Entre os feridos, um adulto e duas crianças foram transferidos, em estado grave, de helicóptero para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as causas do acidente. Segundo os peritos, o veículo caiu de uma altura aproximada de 35 metros. De acordo com o G1, esse mesmo ônibus já havia sido autuado três vezes, em 2019, por transporte irregular de passageiros. Além disso, segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) o veículo não tinha autorização.

“A empresa está cadastrada na ANTT e tem um Termo de Autorização para prestação de serviço regular concedido pela Justiça, por liminar. No entanto, o veículo em questão não estava habilitado para prestar o serviço de transporte de passageiros”, disse o órgão.

A empresa emitiu uma nota informando que vai prestar “total assistência às vítimas e aos seus familiares”. A empresa afirmou, ainda, que os fatos estão sendo apurados e diz estar à disposição para suporte “humano, digno, com compaixão e empatia”. (Veja a íntegra no final da matéria)

Causa do acidente
Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, tenente Pedro Aihara, as causas do acidente ainda serão investigadas. Testemunhas apontam duas versões para a queda do ônibus, com placa de Alagoas, de uma ponte de 15 metros de altura. A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) também esteve no local para fazer os primeiros levantamentos da perícia.

“Ainda não se sabe exatamente a causa desse acidente. Há duas versões principais relatadas pelas testemunhas. Algumas relataram que, no momento em que esse ônibus se encontrava subindo um trecho de aclive, teria perdido o tracionamento, bateu na estrutura de proteção lateral da ponte e acabou caindo de uma altura de 15 metros.” De acordo com Aihara, a outra versão diz que, antes de ocorrer a tração, o ônibus teria colidido com veículos que estavam retidos, incluindo um caminhão.

Apoio

Pouco depois do acidente, no Twitter, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, se disse “estarrecido” e afirmou que “equipes dos bombeiros, policiais, ambulâncias e helicóptero estavam no local para atendimento aos feridos, apoio às famílias e apuração dos fatos”. “Estarrecido. Toda a minha solidariedade aos familiares e amigos das vítimas do grave acidente que ocorreu nesta tarde, em João Monlevade, região central. Até o momento, 10 mortos foram confirmados nesta triste tragédia”, disse Zema.

*Com informações da Agência Brasil

Nenhum comentário