Notícias

Avisa concede certificação a empresa chinesa para produção da Coronavac



 O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, provavelmente só sairá do governo quando o mandato presidencial acabar. Segundo Bolsonaro, Guedes fica “de vez em quando irritado” com o parlamento.

“Não demonstrou para mim não (se alguma vez esteve prestes a sair do governo). Lógico que de vez em quando a gente vê que ele fica irritado porque certas medidas dependem de votações, eu sei como funciona o Parlamento e ele está aprendendo ainda. Então ele quer resolver e fica chateado. Contudo, ele falou que só vai sair comigo quando acabar o mandato”, disse o Presidente em entrevista ao canal de vídeos do filho 03 e deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)

“Então ele quer resolver e fica chateado, agora no tocante a sair, ele falou que vai sair comigo quando acabar meu mandato”, afirmou.

Em vários momentos Guedes já demonstrou frustração com o andamento das medidas econômicas no Congresso, como as pautas de reformas e privatizações. Diante da situação, em coletiva à imprensa na sexta-feira, 18, o ministro disse que não prometeria “mais nada”. “Acabou. Não prometo mais nada. [Agora, só digo] ‘Espero que o Congresso aprove. Felicito o Senado pela aprovação’. Aprendi”, disse nesta sexta-feira, 18, em coletiva de imprensa para um balanço das ações do ministério este ano. “Falei ‘em 15 semanas vamos mudar o Brasil’. Não mudou nada, teve a pandemia. Agora a mesma coisa. ‘Vamos anunciar em 90 dias as privatizações’, aí descubro que tem um acordo político para inviabilizar e não pautar. Aí a conta vem de novo, ‘ele não entrega'”, afirmou.

*Atarde

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();