Notícias

Vereador recém-eleito, Anderson Ninho classifica como difícil o pleito municipal: ‘Escolas vazias’


 A eleição municipal do último domingo (15), em Salvador, teve uma abstenção expressiva com mais de 500 mil soteropolitanos e para o recém-eleito vereador da capital, Anderson Ninho (DEM), esse fator dificultou muito o fluxo eleitoral. 

“Foi muito dura, eu vi escolas vazias por conta da pandemia do coronavírus. Mas o que valeu foi em quatro anos, trabalhamos para ter o reconhecimento nas urnas”, declarou o vereador eleito ao BNews, nesta terça-feira (17), durante a entrega da terceira etapa de requalificação da Avenida Aliomar Baleeiro. 

Anderson obteve mais de 5 mil votos nas urnas da capital baiana. “Quero agradecer a região de Pau da Lima e adjacências como Dom Avelar, Sete de Abril e Vila Canária, onde tive o maior suporte, além dos votos pulverizados nas localidades de Caixa D’Água, Iapi e Santa Mônica”, celebrou. 

Da base do prefeito escolhido no último domingo, ele cravou que seguirá as orientações de Bruno Reis. “Mesmo sem mandato era tratado como vereador pelo meu vice e agora prefeito”. / Por: Vagner Souza  Por: Raul Aguilar e Aline Reis

 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();